25 setembro 2008

Jandira, a candidata que nos odeia

A candidata Jandira demonstrou total desrespeito, despreparo e oportunismo durante seu comício na Baixada Fluminense... Com o único fim de angariar votos para sua campanha, aproveitou-se dos piores sentimentos que podia: inveja e ódio; Fomentando a guerra e o preconceito entre classes sociais abertamente. Já explico.

Ela estava em seu comício na Baixada, quando carros de som de um candidato do PTC infiltraram-se na sua campanha. Eram veículos do candidato Sérgio Amorim, da coligação de Solange Amaral... Começaram a provocar a população, tentando arruinar o comício da Jandira. Isso é uma atitude vergonhosa, admito, mas também não tenho qualquer intenção em votar nessa Solange, nem nesse Amorim mesmo, que isso não me afeta em nada...

Contudo, nutria certo respeito pela Jandira e minha intenção de voto seria justamente para ela, que, talvez num delírio de ódio, permitiu que, do alto da caminhonete que a levava, o narrador de sua campanha bradasse:

Eleitores, não votem nessa elite, que mora na Barra


Se você não vê o tamanho absurdo deste posicionamento, isso só pode explicar mesmo como o Brasil anda como anda. Como pode uma candidata demonstrar tamanho desrespeito pela população da própria cidade que deseja governar? A Barra da Tijuca é o bairro onde mais impostos são arrecadados para a prefeitura, e ela, antes mesmo de comer, cospe no prato?

Como ela pode se aproveitar da possível inveja e da clara discriminação social que existe entre moradores da Baixada e da Barra (em ambos os sentidos), e ainda fomentar mais o ódio, claramente dizendo que "a elite da Barra" é formada por pessoas podres, que não merecem nem um voto de confiança. Agora eu sou "culpado" por morar na Barra?

Por extensão, moradores de Ipanema, Leblon, Copacabana, Urca, e demais bairros "nobres" da cidade se enquadram "nessa elite, que mora na 'barra', e que não merece seu voto"... Seria risível, não fosse trágico.

Vale realmente tudo para conseguir o voto do povo! Aproveitar-se da inveja; das próprias diferenças socias (às quais deveria estar ajudando a combater, e não fomentando...); do ódio entre classes; e muito mais.

Jandira, como morador da Barra da Tijuca, pagador de TODOS os meus impostos desde o primeiro ano em que comecei a trabalhar, respeitador de TODAS as leis, inclusive as mais ridículas, deste país, eu só posso mesmo lamentar muito a sua deslealdade e despreparo para governar. Para mim você agora é um peso morto.

3 comentários:

Ricardo disse...

Mas, necessariamente ela não defende esse argumento que o comentarista de seu carro bradou.
A culpa foi dela por colocar um cara com tal perfil no microfone.

Anônimo disse...

Impressionante alguém ainda achar que aquela jagunça feia merece o poder, ela tem preconceito com o pessoal da Barra? EU TENHO COM MULÉ FEIA!
- Eleitores, não votem nesse bagulho!

Rodney

Anônimo disse...

Muito Bom seu texto, parabéns. Pena que a maioria finge que não veêm estas coisas. O povo é burro pq somente vê o seu lado. E relaxa que já vem o carnaval...a festa ridícula do povo ignorante.